quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Mais de dez milmanifestantes ocupam a Esplanada pelos 10% do PIB, por combate à precarização e garantia de direitos



Com bandeira na mão, garrafinha d’água na mochila e boné na cabeça, mais de dez mil manifestantes, vindos em caravanas de todo os recantos do país, enfrentaram o sol quente e o ar seco da capital federal para pintar com o verde e amarelo da Pátria e o vermelho sangue da vida o 5 de setembro,Dia Nacional de Mobilização da CUT (Central Única dos Trabalhadores) e data daVI Marcha Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública.
A realização da marcha em plena Semana da Pátria, declarouJúlio Turra, da direção nacional da CUT, “demonstra que a independência só pode ser garantida pelos trabalhadores”. “A bandeira da educação
unifica o conjuntoda classe em apoio à luta dos companheiros da CNTE, da mesma forma que a lutacontra a precarização e a terceirização mobiliza os trabalhadores em educação em solidariedade à classe.
Esta é uma mobilização que abre caminho para vitórias e destaca a importância do
protagonismo do Estado”, frisou Julinho.


PAUTA PELO BEM DO BRASIL

Durante a tarde desta quarta-feira foram marcadas váriasaudiências com parlamentares, onde os dirigentes da CUT e da CNTE levarão até oCongresso Nacional as suas reivindicações. O presidente nacional da CUT, VagnerFreitas, disse que além da pauta educacional, as entidades levarão até os deputados e senadores a sua pauta comum pelo fim do Fator Previdenciário,contra a idade mínima para as aposentadorias e a desoneração da folha de pagamento; contra a rotatividade no emprego – pela ratificação da Convenção 158da OIT; por negociação coletiva no serviço público – regulamentação da Convenção 151 - e a revogação do Decreto 7777 – que institucionaliza a substituição dos servidores grevistas. “Vamos falar firme e pedir urgência em ações contra a precarização do trabalho, no combate às terceirizações e na luta pela igualdade de direitos. Precisamos urgente de trabalho decente”, concluiuVagner.
Fonte: CUT

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comunicado: Os mais de 300 demitidos da Prosegur Paraguai apresentam suas ...

O movimento sindical brasileiro perde uma mulher lutadora e guerreira; a família CSPB...

Quando o ex-presidente da CSPB, Raimundo Nonato Cruz, imprimiu novas estratégias na condução política e administrativa da Confederação, ainda no calor da Assembleia Nacional Constituinte, uma das suas decisões foi no sentido de incorporar novos quadros dirigentes.

Polícia apura conexão entre ataques a cofres eletrônicos:

A prisão em flagrante de um ladrão por volta das 23h30min de sábado, enquanto arrombava um caixa eletrônico em uma agência do Santander, na Avenida Assis Brasil, na Capital, reforçou ainda mais a certeza, entre policiais, da existência de uma conexão entre esse tipo de crimes em todo o país. É que, novamente, o criminoso surpreendido pela Brigada Militar é catarinense — como eram três dos quatro arrombadores presos em junho em Rio Pardo. E como catarinenses eram, também, os quatro ladrões presos em Vitória (ES), em março, com R$ 500 mil provenientes do arrombamento de uma agência bancária. O ladrão azarado da vez é Robson Muller, 28 anos, técnico em manutenção, de Joinville (SC). Pelo menos outro homem, que, segundo a polícia, vigiava a ação do bandido do lado de fora, conseguiu fugir em um automóvel, assim que a viatura da polícia chegou ao local, depois do acionamento do alarme da agência. Muller foi surpreendido enquanto operava uma furadeira. Ele ainda tinha outras ferramentas, como transformadores e alicates. Autuado por furto, o arrombador foi encaminhado ao Presídio Central. Na semana passada foram registrados outros dois casos relacionados a arrombamento de caixas eletrônicos do Santander no Estado. Na última quinta-feira, em Torres, Jeferson de Freitas, 29 anos, funcionário de uma fábrica de antenas parabólicas em Jaraguá do Sul (SC), foi encontrado por cinco PMs dentro de um táxi quando fugia pela BR-101, em direção a Santa Catarina.

No Rio de Janeiro Oportunidade Seg

Loading...